Que tal receber algumas recomendações de conteúdo personalizadas para você?

Marketing

Entenda por que o planejamento de mídias sociais é tão importante

21 junho, 2018

Você sabia que 70% das empresas brasileiras já têm conta ou perfil em alguma rede social? É claro que não dá para ficar longe desses canais se não quiser perder espaço para a concorrência, mas também não adianta fazer um tanto de perfis e páginas sem ter um planejamento de mídias sociais estruturado, com enfoque no marketing digital.

Imagina ter mais contas para administrar do que público interessado nelas? Não é esse o seu objetivo, certo? Então, não ignore o plano de atuação nas redes sociais!

Essa é a fase em que se definem objetivos, estratégias de divulgação, cronograma de início e conclusão das ações, entre outros aspectos — que, inclusive, te ajudam a escolher os canais mais eficientes para o seu negócio.

Listamos aqui alguns bons motivos para você entender e valorizar o papel do planejamento para as estratégias de marketing digital! Acompanhe!

Planejamento de mídias sociais: saiba como fazer

Delimitação dos prazos

O planejamento de redes sociais deve levar em consideração o tempo. Ou seja, é preciso definir momentos ou datas específicas para analisar os resultados conquistados em cada canal ou no conjunto deles.

Também é necessário estipular a frequência das postagens e promoções de conteúdos. Sabe quando você começa a seguir um perfil e fica uma semana vendo o mesmo post todo dia? Isso não quer dizer que ela fica postando sempre a mesma coisa. Na verdade, é a mesma publicação da semana anterior — talvez a mesma que fez você seguir a página. Significa que não houve nada de novo nesse tempo.

Essa é uma situação comum nas redes sociais de muitas empresas: falta de publicações periódicas. Para evitar essa situação, use o planejamento de mídias sociais para definir a frequência de postagens e, consequentemente, impedir que os seus seguidores esqueçam que seu negócio existe.

Base para maior versatilidade

Um planejamento de mídias sociais eficiente é versátil. O que isso quer dizer? Simples! Ele se adapta às atualizações do mercado, à linguagem do público-alvo e à identidade da empresa. Em outras palavras, ele:

  • impede que o negócio chegue atrasado nas tendências da web (sabe quando um assunto ou um meme já saturou e aparece aquela marca postando como se fosse algo divertido? Não seja essa marca);
  • evita a postagem de conteúdos que envergonham até os seus funcionários;
  • gera identificação com as pessoas por meio de expressões, temas do seu dia a dia e formas criativas de divulgar a empresa.

Mais informações de valor

Como falamos no começo desse post, 70% das empresas têm conta ou perfil em redes sociais. Dessas, 73% usam esse meio para responder aos comentários e dúvidas dos seus clientes, e 77% também postam informações sobre produtos e serviços. Esses dados são do TIC Empresas 2017, pesquisa disponibilizada pelo Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br), por meio da Cetip.br, do NIC.br (Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR).

Porém, só estar nas redes sociais não é garantia de bons resultados. Muita gente segue páginas de empresas esperando receber dicas sobre a área de atuação, mas só vê anúncios na timeline. Isso irrita qualquer pessoa.

A solução é simples: diversifique! Entenda quais conteúdos agradam o público. Por exemplo, ao divulgar um canal de TV a cabo no Facebook, em vez de só postar ofertas de pacotes, que tal publicar curiosidades legais sobre programas, filmes e outros atrativos da grade?

Uma marca de roupas e acessórios para bebês pode dar dicas de cuidados com os pequenos; uma academia agrega mais valor aos clientes informando tipos de treinos e listando cuidados com a saúde; e por aí vai.

Assim, em vez de ser bloqueado pelos seguidores que não aguentam mais a sua autopromoção — além de ser punido pelos algoritmos das redes sociais e perder alcance orgânico —, sua empresa vai virar referência no seu segmento!

 

Produção de conteúdo estratégico

É no planejamento de mídias sociais que você vai indicar quais tipos de conteúdo serão produzidos. Lembrando que eles devem ser relevantes para o público, mas também alinhados à identidade da marca.

Isso envolve não só o texto em si, mas o formato (e-mail marketing, post, vídeo etc.), o tom de voz, os termos positivos e negativos, entre outros elementos que compõem os materiais de comunicação.

Você também vai definir os objetivos que a empresa quer alcançar com a atuação nas mídias sociais, como fortalecimento do nome no mercado, lançamento de novos produtos, aumento das vendas etc. Para conseguir isso, os conteúdos produzidos precisam estar de acordo com cada um desses propósitos.

Aliás, uma curiosidade: segundo o relatório Content Trends 2018, 73% das empresas do país investem em marketing de conteúdo. Você não quer ficar de fora e perder as oportunidades que elas enxergaram, né? Então, seu planejamento de redes sociais precisa levar essa estratégia em consideração.

Mensuração de resultados

Na hora de estabelecer todos os pontos desse trabalho nas mídias sociais, não se esqueça de definir algumas métricas de marketing digital para medir seus resultados. Assim, você não fica no escuro, sem saber se suas ações estão funcionando ou não.

As próprias redes costumam oferecer várias ferramentas legais de medição de desempenho dos seus posts, como alcance orgânico, alcance pago, número de novas curtidas ou novos fãs em determinado tempo, entre outras informações.

Mas fica aqui a dica: fuja das métricas de vaidade!

Aquela sensação boa quando uma postagem tem milhares de likes pode murchar rapidinho quando você vê que a publicação não gerou uma venda sequer. Por outro lado, um post que quase ficou esquecido no canto da página e só levou 20 curtidas pode ter influenciado 10 vendas. Quem foi mais efetivo? Para quem quer vender mais, a resposta é óbvia.

Conseguir um grande número de curtidas sem resultado prático, ou seja, sem conversões, pode ser uma métrica de vaidade — o mesmo vale para visualizações em vídeos. Já a quantidade de cliques em anúncios, o número de cadastros, o percentual de contatos obtidos com uma ação, entre outros, costumam ser indicadores de resultados reais.

É claro que isso varia, porque se a sua intenção é ampliar o Share of Voice (SOV) da sua marca ou a influência da empresa entre os fãs, o número de curtidas faz parte do seu objetivo, tornando-se um indicador positivo.

Já deve ter ficado claro como é importante fazer um bom planejamento de mídias sociais para alcançar resultados de sucesso nas redes, certo? Mas isso só é possível se a sua equipe realmente acompanhar, atualizar e executar as ações definidas nesse plano. Então, não deixe esse documento na gaveta e coloque tudo em prática!

Quer descobrir como fazer isso? Veja nossas 4 dicas valiosas para elevar o seu planejamento de mídia online à quinta potência!

Newsletter VX Comunicação

Que tal receber algumas recomendações de conteúdo personalizadas para você?