Que tal receber algumas recomendações de conteúdo personalizadas para você?

Qual seu interesse por marketing?

Negócios

Gamificação nas empresas: vale a pena?

13 junho, 2019

Com os avanços da tecnologia, muitos negócios se viram obrigados a reinventarem a forma como lidam com seu público e com suas próprias equipes. Manter o time focado e, ao mesmo tempo entretido é um enorme desafio para as corporações hoje em dia.

Diante disso, as organizações começaram a utilizar uma técnica de ensino/treinamento/ engajamento tanto interno quanto externo, conhecida como gamificação.

Quer melhorar o desempenho da sua empresa e gerar mais resultados? Então acompanhe esse post e fique por dentro de tudo sobre gamificação.

O que é gamificação?

É uma estratégia originária do termo em inglês “gamification”, que usa de técnicas, mecânicas e dinâmicas de jogos para cativar pessoas por intermédio de desafios e bonificações.

Uma pesquisa lançada pela Gartner, chamada Hype Cycle for the Digital Workplace 2017, revelou que cada vez mais empresas estão interessadas em implementar a gamificação como uma estratégia de gestão de inovação. O objetivo é melhorar tanto a relação com o cliente quanto o engajamento dos colaboradores.

Além de promover o engajamento, esse método tem ajudado muitas organizações a  qualificar e despertar a curiosidade daqueles que estão participando, através de recompensas após cada ação executada com sucesso. Esse é o ponto crucial que faz com que a nova metodologia possa ajudar inúmeras empresas a alcançarem o sucesso, tanto nos processos internos quanto na qualidade dos produtos e serviços.

Para ser colocada em prática, elementos característicos de qualquer jogo, como por exemplo, um sistema de pontuação e ranking ou uma recompensa ao completar uma missão, devem ser usados para atrair e engajar pessoas, promover o aprendizado ou até mesmo motivar determinadas ações do público-alvo.

A gamificação pode ser aplicada nos mais diversos segmentos, desde saúde e educação, a marketing e treinamentos corporativos, sendo capaz de atingir públicos e objetivos variados. Hoje em dia, vem sendo bem usada na área educacional e de treinamento, já que auxilia no aprendizado dos envolvidos. Podendo assim, ser implementada em empresas dos mais diferentes portes e segmentos, a fim de melhorar seus resultados de maneira mais dinâmica.

Quais os resultados dessa estratégia?

Agora que você já sabe no que consiste a técnica de gamificação, vamos entender melhor os resultados que ela pode trazer para a sua empresa.

Feedback em tempo real

Através dos games é possível monitorar e mensurar tudo que seja importante para atingir seus objetivos, ou seja, você tem acesso a um feedback a todo momento. É possível saber se os participantes estão reagindo à ação, se as metas são possíveis de serem atingidas, quais as premiações são mais alcançadas etc.

Como o desempenho do game é medido constantemente através de pontuações e rankings, é possível ainda realizar mudança de planos, caso seja necessário.

Aumentar engajamento

Esse método é uma das melhores formas de incentivar o engajamento com o público, seja ele interno ou externo, pois a maneira como é pensado, baseia-se em buscar uma conquista, uma fase ou um nível para seguir no jogo e ir bem.

Nesse sentido, a gamificação é considerada uma forma de estratégia de relacionamento dentro e fora da empresa. Internamente, pode: incentivar o contato com os outros colaboradores e setores, ajudar na motivação dos funcionários e, auxiliar na retenção dos talentos e na diminuição do turnover — rotatividade entre os empregados que pode prejudicar o funcionamento da organização.

Já quando falamos do público externo, as empresas visam gerar interações com seus clientes, a fim de gerar benefícios para eles e ainda reter informações preciosas a respeito de seus usuários. Portanto, a gamificação atua, não somente como um jogo para despertar curiosidade, incentivar e motivar o cumprimento de atividades, mas também como um meio de divulgação da empresa.

Como faço para implementar na minha empresa?

Faça um diagnóstico do público

Primeiramente, faça um diagnóstico do público, considerando o perfil dos usuários que utilizarão a plataforma. Só assim será possível conhecer melhor as limitações, comportamentos, referências, habilidades e expectativas do grupo.

Dessa forma, você conseguirá criar um jogo que seja realmente interessante para os envolvidos. Apresentando linguagens, etapas e funcionamentos adequados à sua realidade.

Lembre-se de que quanto maior o número de informações embasadas, maior será a eficiência na elaboração do projeto.

Defina quais objetivos deseja atingir com essa estratégia

Lembre-se que a gamificação não é mero entretenimento, é uma estratégia corporativa. Portanto, pense nos seus objetivos com essa ação. O que você deseja alcançar com uma ação gamificada? Como ela pode ajudar a melhorar algum aspecto do seu negócio?

Tenha em mente se o game será destinado para o treinamento de novos colaboradores ou para alavancar as vendas de um determinado produto ou serviço, por exemplo. Dessa forma, é mais fácil planejar seu funcionamento, quais informações deverão ser utilizadas e quais não serão relevantes, entre outras questões.

Faça testes e esteja aberto a feedbacks

Após isso, basta alinhar a gamificação às políticas da empresa e realizar feedbacks constantes. É importante sempre expor qual é o objetivo do uso da metodologia, independentemente da aplicação no âmbito empresarial ou educacional.

Cases de sucesso que servem como exemplos

Agora que você já tá por dentro do que é a gamificação, dos seus benefícios e de como ela pode ser aplicada, que tal conhecer alguns cases que geraram bons resultados por aí?

Starbucks

O programa “My Starbucks Rewards” veio pra aumentar o engajamento da marca com seus fãs.

Por meio de um aplicativo para celular, o cliente recebe uma pontuação de acordo com seu nível de fidelidade. Através do acúmulo de estrelas, a empresa promove a troca por benefícios e produtos, como bebidas grátis, por exemplo.

É uma forma bem prática e eficaz de manter os clientes interessados e mais satisfeitos.

Santander

O Santander Universidades também se apropriou da estratégia de gamificação e lançou um jogo através de um aplicativo. O objetivo era testar os conhecimentos e premiar os 20 melhores com bolsas de estudo internacionais.

Outra maneira de pontuar, era utilizando alguns serviços do banco como: ter e utilizar o cartão FIT ou Play, indicar o cartão Play para amigos, baixar o app Way ou app Santander, possuir cadastro no Santander Esfera, cadastrar a biometria, usar o Internet Banking ou ter depósito programado na poupança. Ou seja, além de promover o engajamento do público, eles ainda conseguiram atingir ótimos resultados durante essa campanha.

Waze

O Waze é um aplicativo para dispositivos móveis baseada na navegação por satélite, que tem como objetivo fornecer informações sobre o trânsito e as rotas escolhidas.

Seu funcionamento conta com a participação dos seus usuários através da nutrição de informações relevantes como: fiscalizações eletrônicas, blitz e outros. Como recompensa, seus colaboradores são bonificados com pontos, avatares e um ranking, que tornam possível a interatividade entre os membros da comunidade.

Além de todos os benefícios citados ao longo do post, ainda podemos destacar que essa técnica pode aprimorar rotinas de trabalho, dar mais disposição para exercícios em equipe, levantar dados específicos sobre colaboradores e clientes e até mesmo aumentar as vendas de determinado serviço ou produto. Não vai ficar fora dessa né? Entre agora mesmo em contato com a gente e vamos colocar essa ação em prática na sua empresa!

Newsletter VX Comunicação

Que tal receber algumas recomendações de conteúdo personalizadas para você?

Qual seu interesse por marketing?