Que tal receber algumas recomendações de conteúdo personalizadas para você?

Marketing

Como criar uma landing page de sucesso?

28 junho, 2018

Para que uma estratégia de geração de leads seja um sucesso, ela precisa contar com uma boa landing page. É através dela que conseguimos gerar a conversão de visitantes em leads vindos de campanhas de e-mails, links em redes sociais, blog posts, anúncios em Facebook Ads e Google Adwords, seja na rede de pesquisa ou de display.

Criar uma boa landing page capaz de trazer altas taxas de conversões demanda pesquisa, testes e tempo. Entretanto há algumas características essenciais para que estas tragam o resultado esperado, como por exemplo: onde e de que forma usar CTAs (call-to-action), o que deve ter no formulário e a forma como o conteúdo deve ser oferecido. É isso e muito mais que vamos ver ao longo desse post! Acompanhe e aprenda como criar uma landing page de sucesso!

Como criar landing pages de sucesso?

O que são landing pages?

Com certeza, se você chegou até aqui sabe que uma landing page é uma página com foco em conversão. Ela traz uma oferta para seus visitantes e seu objetivo é fazer com que esses visitantes aceitem essa oferta e se convertam em leads.

Dessa forma, uma landing page é composta por uma oferta, um formulário e um CTA (ou call-to-action). Vamos entender melhor o que são cada uma dessas partes:

Oferta

Pode ser um serviço, um produto ou um material gratuito. No caso de serviço ou produto, a venda já pode ser realizada imediatamente, como é o que acontece com ofertas de cursos ou promoções de produtos. Já os materiais gratuitos são ferramentas que podem ser oferecidas ao visitantes em troca de seu contato, transformando-o em um lead. Esses materiais podem ser e-books, infográficos, webinars e tudo o que pode ser de interesse do seu público-alvo.

Formulário

É através do preenchimento do formulário que um visitante se transforma em lead. Assim, para realizar a ação da página, em especial, baixar um material gratuito, o então visitante preenche os campos e os submete. Assim, ganhamos um lead.

O formulário deve conter algumas informações de contato, como nome e e-mail. Algumas landing pages contam com formulários mais elaborados que podem perguntar cargo, empresa, telefone e etc. do visitante. Porém, é sempre importante, ao elaborar qual serão os dados solicitados, saber se a sua oferta é compatível com o número de informações que está solicitando e se o lead estará disposto a compartilhá-los para conseguir este material.

CTA

Um CTA ou um call-to-action, em tradução livre, “chamada para ação”, tem como objetivo indicar o próximo passo que deve ser realizado pelo visitante. Pode ser fazer uma inscrição, baixar um material rico, assinar uma newsletter etc. Como ele serve de ponte para uma ação, deve ser simples, direto e fácil. Também deve ter o poder de convencer e chamar o visitante a realizar a ação desejada.

Estrutura de uma landing page

O que é possível fazer através de uma landing page?

Até aqui parece que landing pages funcionam apenas para geração de leads. Certo? Mas ainda é possível fazer mais!

É claro que o principal objetivo é gerar leads. Porém, em uma estratégia elaborada de marketing digital eficaz, podemos utilizar essa ferramenta para:

  • Reduzir o custo de retenção de clientes
  • Conhecer e entender melhor os gostos do público
  • Segmentar as ofertas, aumentando a chance de conversão de leads
  • Segmentar os visitantes de acordo com sua área de interesse, aumentando ainda mais as oportunidades de relacionamentos certeiros.

Tipos de landing pages

A parte mais importante para você conseguir atingir seus objetivos é saber o que você quer, certo? É exatamente assim que você deve montar suas landing pages. Assim, para poder formatá-las da melhor forma, é preciso saber qual é o seu tipo. Conheça abaixo cada tipo e suas principais características:

Material

Esse tipo de landing page oferece como atrativo o download de algum tipo de material que seja interessante para a sua persona. Em troca de conseguir o material, o visitante deixa seus dados de contato em um formulário se transformando em um lead.

O ideal ao se pensar nesse layout é o foco em conversão, por isso, o recomendado é não utilizar menus nem outros atrativos que possam fazer com que o visitante se perca do objetivo: se inscrever e baixar o material.

Oferta

Uma landing desse formato traz uma oferta diferenciada para o potencial lead: pode ser desde um cupom de desconto até mesmo uma degustação do produto.

É importante garantir o objetivo! Para isso, lembre-se de não deixar muitas opções espalhadas pelo layout que façam com que o visitante se disperse e não cumpra o seu propósito.

Produto

Uma landing de produto pode ser avulsa como também pode estar dentro do seu site, com direcionamento para o seu produto ou serviço. Aqui é sempre bom lembrar, que além de colocar seus diferenciais, deve-se caprichar em CTAS atrativos e não se esquecer de formulários para contato.

Objetivos de uma landing page

Ferramentas para criação da landing pages

Agora que já falamos mais profundamente o que é e como tirar o melhor proveito dessa estratégia de marketing digital, vamos elencar três ferramentas de criação de landings para você começar.

Unbounce

Certamente, a Unbounce é uma ferramenta muito conhecida. Ela se assemelha ao Photoshop e, além de trazer templates, também permite um grau de customização altíssimo, como criar um projeto do zero. Também é fácil de usar e conta com um menu lateral que permite a utilização de drag-and-drop, o famoso arrastar e soltar. Duas características importantes são a possibilidade de realizar testes A/B e a criação de páginas com design responsivo. Porém, é uma das ferramentas mais caras do mercado e é comercializada em dólar.

RD Station

Rápida e prática, a ferramenta da RD Station, apesar de mais simples que a anterior, permite um bom nível de customização. É fácil de utilizar e intuitiva. Suas integrações também permitem análises do fluxo de leads, além de facilitar o disparo de campanhas de nutrição através de e-mails para segmentações que podem ser configuradas dentro da própria plataforma.

Lead Lovers

A Lead Lovers oferece um grande conjunto de templates pré-definidos, com diversas opções de customização. Além de ser fácil de usar, também permite o envio de e-mails para os leads gerados. A desvantagem da plataforma é o consumo de muita memória do computador, o que provoca sobrecarga do navegador.

 

Se liga nessas dicas para montar uma landing page bem sucedida

Agora, já podemos começar a criar a nossa landing page, certo? Porém ainda faltam alguns detalhes cruciais para que ela alcance o sucesso esperado. Confira abaixo essas super dicas:

Atenção aos títulos e subtítulos

Segundo dados divulgados pelo Copyblogger , website referência em copywriting, 8 em cada 10 pessoas que chegam a uma página só leem o título. Assim, além de ele ser o primeiro contato do usuário com o seu material, ele pode ser o único e até mesmo decisivo!

Sendo assim, é preciso criar um título atraente que faça com que o visitante se converta em lead. Para que esse título incentive-o a consumir o seu conteúdo e saber mais sobre o seu negócio, ele deve ter a sua proposta de valor de forma simples, curta e direta. Então seja ousado e criativo!

Descreva sua oferta

A descrição da sua oferta deve ser objetiva, eliminar possíveis pontos de dúvidas e alinhar as expectativas de seus visitantes. Por isso, na hora de escrever, é importante formular sentenças que sejam fáceis de ler e não acumular blocos de textos longos. Além disso, uma boa técnica é selecionar de 3 a 5 itens para colocar em evidência. Utilizar bullet points e termos relevantes em negrito são duas dicas valiosas.

Um passo para conversão: CTA

Já vimos o que é CTA ou call-to-action neste post. Porém, agora é importante acentuar que um CTA deve ser claro para fazer com que o visitante realize o que você espera dele, seja baixar um material ou se inscrever numa newsletter.

Não se esqueça: o CTA aparecer em destaque e ter uma mensagem coerente com o propósito da página, além de conduzir o visitante a conversão em lead. Deve ser sempre simples e direto.

Saiba aproveitar o layout!

Você sabe que as cores têm o poder de determinar o sucesso ou o fracasso de um projeto, certo? Sendo assim, é muito importante escolher a paleta de cores certa.

Uma dica que pode ajudar é a de usar uma técnica de cores complementares. As cores complementares são cores que contrastam entre si. Opostas no círculo cromático, formam composições que podem trazer resultados bem bacanas, principalmente para aqueles que sabem utilizar tais cores nos CTAs.

Além disso, há um outro fator importante no layout que acaba sendo esquecido. Este é o “white space”, ou espaço em branco. Ele é um aparato importante do design, uma vez que auxilia no compreensão da mensagem, através da disposição dos elementos e deixando áreas de respiro nas páginas.

Seja ousado nos formatos

Quem não gosta de um conteúdo diferenciado? Saber o formato do conteúdo a ser utilizado para cada público e para cada tipo de oferta pode aumentar ainda mais a resposta do público!

Além de textos, conteúdos com infográficos e imagens podem falar melhor com seus públicos. Sem falar nos vídeos! Muitas ofertas apostam nesse formato que promete ser mais interativo e dinâmico, já que muita gente prefere escutar um áudio ou ver um vídeo a ler uma publicação.

Essa é a hora de apostar em testes A/B para saber do que o seu público gosta mais.

Cuide bem do seu formulário

No CTA, você convence o visitante se tornar um lead, mas é no formulário que você garante que isso aconteça! Então a primeira indicação é que nele você precisa solicitar as informações que realmente importam para você, separando além das ofertas de topo, meio e fundo de funil, também as informações que correspondem a cada etapa. Por exemplo, por que pedir o telefone de um lead em uma oferta de topo? Essa estratégia faz sentindo para fundo de funil, mas no topo talvez faça sentindo você saber a profissão ou faixa etária, dependendo do seu negócio.

Além disso, você ainda deve medir se o tamanho de informações solicitadas está de acordo com o que você está oferecendo em troca. Caso contrário, a conversão não será a desejada.

Exemplos de formulários

Cuidado com os links

É claro que os links são uma ótima forma de validar a sua oferta. Porém tome cuidado com links em excesso. Porque em cada um deles, você faz com que o seu visitante saia da sua página. E ele simplesmente pode continuar a navegação e nunca mais voltar para cumprir o objetivo do seu CTA.

Sem menus, seja direto

Os menus podem ser um outro ponto para fazer com que o visitante se perca e não realize o seu CTA. Coloque todas as informações pertinentes na página, sempre com foco no call-to-action para que haja a conversão.

Não esqueça que o objetivo de uma landing page é a geração de leads ou vendas.

Aproveite a prova social

Sabe-se que o marketing boca a boca ganhou grande força com as redes sociais. Além disso, segundo dados da Boston Consulting Group (BCG), pesquisar e localizar marcas, produtos, serviços e lojas online já representa de 60% a 70% das pesquisas em sites, redes sociais e buscadores, como o Google.

Sendo assim, utilizar uma prova social, com depoimentos e comentários do Facebook, Twitter, Linked In, Instagram – ou outra rede social que faça sentido para o seu negócio – faz com que o visitante entenda que aquele material ajudou de fato outras pessoas e também pode ser útil para ele, pois demonstra que outras pessoas têm um interesse genuíno no que você está oferecendo.

Não esqueça o mobile

É cada vez mais comum o uso de dispositivos móveis para acessar a internet. Segundo a pesquisa TIC Domicílios 2016, 46 milhões de brasileiros só acessam a internet pelo celular.

Portanto, é de extrema importância que as páginas sejam responsivas, ou seja, se adaptem ao tamanho de tela na qual forem acessadas. Assim, você consegue com que seu visitante tenha uma experiência adequada sem importar o meio pelo qual ele está acessando seu conteúdo e possa ser conduzido ao seu CTA.

Além disso, com o algoritmo Mobile First, o Google vai considerar cada vez mais os sites com versões mobile e com melhores carregamentos para esse dispositivo. Então, esteja na frente!

Utilize as páginas de agradecimento

Você precisa de alguma forma avisar ao visitante que ele concluiu a ação. A “Thank you page” ou página de agradecimento é um local no qual você tem a oportunidade de reforçar, ainda que brevemente, quais os benefícios que o lead ganhou ao baixar ou adquirir sua oferta.

Além disso, você ainda pode aproveitá-la como caminho para promover uma nova oferta.

Lembrando que é um meio importante também para você conseguir instalar o código do Google Analytics para saber quantas conversões de fato você teve.

Instale um mapa de calor

Você já ouviu falar em mapa de calor da página? Ele te ajuda a entender o comportamento do usuário dentro da sua página. E se você está pensando: “para que eu quero saber isso?”. Essa informação é muito útil para você saber onde é melhor ter um CTA, um botão ou até mesmo fazer pequenos ajustes no layout que podem fazer toda diferença no seu negócio.

Uma das ferramentas mais conhecidas de mapa de calor é a Hotjar.

Exemplo de mapa de calor

Faça teste A/B

Depois de tudo isso ainda preciso fazer testes? A resposta é: claro! As boas práticas para montar uma landing page de sucesso nos ajudam a criar páginas que nos levem sempre rumo ao sucesso da estratégia. E esse é um dos pontos cruciais da estratégia: o que a sua persona gosta? O que a faz interagir ou realizar o seu objetivo em determinada landing page? De que forma ela prefere o conteúdo: texto, vídeo, infográfico? Que cores funcionam melhor para ela? Onde é o melhor lugar para colocar o CTA?

Monte seus testes A/B e descubra!

Monte sua estratégia de divulgação

Agora que a sua landing page está pronta, é hora de montar uma estratégia de divulgação eficiente! Não existe exatamente uma receita de bolo para isso. Primeiro, você precisa saber onde está o seu público: então, vá até ele! É no Facebook? Impulsione anúncios de links e também posts. Você tem uma boa base de e-mails? Dispare uma newsletter bem convidativa. Ele prefere o Instagram? Então seja criativo e divulgue lá também. E se ele estiver mais em determinados sites? Aproveite o Google Adwords e outras formas de divulgação.

Mãos a massa!

Você já sabe que uma boa landing page deve contar com uma oferta, formulário e CTA. Utilizando todas essas dicas não há como a sua estratégia dar errado.

Newsletter VX Comunicação

Que tal receber algumas recomendações de conteúdo personalizadas para você?