Que tal receber algumas recomendações de conteúdo personalizadas para você?

Qual seu interesse por marketing?

Tecnologia

Big data e Marketing: o relacionamento que dá certo

17 setembro, 2020

Diante dos avanços tecnológicos dos últimos anos, a internet permitiu a ampliação do acesso à informação, gerando uma maior interatividade entre os usuários.

Você sabia que 90% de todos os dados do mundo foram criados nos últimos dois anos? Diante de um volume tão grande, a criação de novos produtos e um marketing mais focado estão acontecendo graças ao Big Data. 

Quer saber como o Big Data impacta na sua empresa e como ele pode contribuir para o trabalho da equipe de marketing? Continue acompanhando nosso post e terá todas as respostas!

O que é Big Data?

Trata-se da função de coletar, armazenar e interpretar grandes volumes de dados para gerar informações importantes para tomada de decisão com base em informações reais e não apenas em possibilidades. Através dele, empresas de todo mundo estão conseguindo conhecer seus consumidores de maneira mais profunda e, assim, antecipar tendências de negócios. 

Como o Big Data possibilita mapear comportamentos, opiniões e demandas, é possível, então, aumentar a produtividade, diminuir os gastos e melhorar a qualidade de seus produtos e serviços, através do seu uso.

Apesar de os meios digitais reinarem quando o assunto é armazenamento de dados, não devemos deixar de lado informações de compra e venda, registros financeiros e canais de interação não-digitais, como call centers e até telemarketing. Tudo isso pode ser fonte de dado para ajudar sua empresa a crescer.

Os 5 V’s

Existem alguns atributos que definem e caracterizam o Big Data na prática, que são popularmente classificados e conhecidos como os  5 V’s. Vamos entender um pouco sobre eles:

Volume

É uma das principais características do Big Data e refere-se à quantidade de dados usados. É o somatório de todas as informações de leads e clientes, no que diz respeito às interações em sites, blogs, redes sociais, históricos de compras e muito mais.

Variedade

Está ligado à diversidade de tipos e formatos de dados coletados e analisados, podendo ser classificados em: estruturados e não estruturados.

Os estruturados trazem uma definição de formato, já os dados não estruturados são aqueles que não possuem um formato padrão, como uma imagem ou mensagem de áudio, por exemplo.

O trabalho do profissional é entender essas variedades e como cada uma deve ser analisada e armazenada.

Velocidade

A velocidade diz respeito à frequência com que os dados são gerados e a forma como esses conteúdos são trabalhados e atualizados.

O desafio do Big Data é ter o timing exato do processamento desses dados, para que eles não percam o valor real e aplicabilidade no mercado e, para isso, é necessário rapidez.

Veracidade

A veracidade está ligada a confiabilidade dos dados, ou seja, é preciso entender de onde eles vieram e se estão atualizados, para ter a segurança de serem incluídos nas amostras a serem analisadas e não correrem o risco de guiar sua empresa a decisões equivocadas.

Valor

O valor pode ser entendido como os benefícios que os dados vão trazer ao seu negócio. Ou seja, eles podem gerar informações relevantes? Vão te ajudar em uma tomada de decisão? 

Afinal de contas, não é toda informação que será importante ou útil para os objetivos da sua empresa.

Os benefícios do big data aplicado ao marketing

Agora que você já entendeu o que é o Big Data e como ele está estruturado, deve estar se perguntando quais os benefícios que a aplicação dele pode trazer para a sua empresa. Para isso, separamos quatro deles:

Interpretação de dados

Decisões empresariais têm mais chances de trazer resultados esperados quando baseadas em dados que comprovam sua eficiência.

Análise do mercado

Não é possível adivinhar o que seu público quer ou espera dos seus produtos e serviços, mas o Big Data é um grande aliado na missão de encontrar essas respostas. Com a ajuda de dados, é possível encontrar padrões de comportamento e como eles atuam dentro do mercado.

Quanto mais você souber dos seus consumidores, maior serão as chances de acertar em cheio nas estratégias e campanhas de marketing.

Automação de marketing

Se você tem uma boa base de dados, suas estratégias de automação de marketing podem ir muito além das estratégias de marketing de conteúdo.

Quando você conhece bem o cliente, é possível mandar a mensagem certa para ele, sendo assim, a empresa pode investir menos tempo e recursos no processo de produção de marketing e mais no relacionamento e conversão.

Campanhas mais assertivas

Suas campanhas também podem se beneficiar com o uso de amostras de dados. Quanto mais informações você tem sobre seus clientes, mais segmentadas serão suas campanhas, podendo atingir em cheio seu público-alvo.

As próprias redes sociais e suas plataformas de anúncios entregam alguns resultados interessantes para dar início aos seus trabalhos.

Case de sucesso

Para você entender na prática, separamos um case de como a Netflix empregou o uso de dados para gerar melhores resultados.

Você sabia que a série de sucesso chamada House of Cards foi criada a partir do Big Data?

Analisando os dados dos seus usuários, eles foram capazes de entender que uma grande parcela deles prestigiava obras do diretor David Fincher, avaliava bem os filmes em que o ator Kevin Spacey atuava e que a versão britânica de House Of Cards fazia sucesso. Conclusão? Eles juntaram todos esses dados e criaram uma série baseada em dados concretos que se tornou um sucesso.

A Netflix é um grande exemplo de empresa que explora os conceitos e técnicas de Big Data de forma eficiente, a fim de prever hábitos e, assim, moldar seus produtos de acordo com o comportamento de seus clientes.

Mãos à obra?

Você acabou de ler sobre um case da Netflix e deve estar pensando que somente as grandes empresas utilizam o Big Data. Engano! Já existem empresas menores aproveitando o Big Data como um caminho para crescer e inovar.

Não tenha dúvidas de que o Big Data serve para sua empresa, independente do tamanho dela. A ideia de transformar tudo que é coletado no dia a dia de seus clientes pode gerar oportunidades valiosas para o seu negócio.

Comece a analisar as ferramentas gratuitas como o Google Analytics, os dados de suas redes sociais e a plataforma que você usa para automatizar seus emails, com certeza será um bom início para render insights interessantes.

Não é um trabalho simples, mas quando sua empresa estiver com tudo alinhado, estará sem dúvidas à frente de seus concorrentes. Vamos colocar em prática?

Newsletter VX Comunicação

Que tal receber algumas recomendações de conteúdo personalizadas para você?

Qual seu interesse por marketing?