Que tal receber algumas recomendações de conteúdo personalizadas para você?

Marketing

Veja 4 vantagens do Marketing de Experiência no branding

8 março, 2018

Um novo paradigma de marketing se formou na última década baseado em relacionamento. É o que o professor Philip Kotler, um dos pais do marketing moderno, nomeia de “marketing 3.0“.

Trata-se de criar uma conexão emocional com os clientes, além da relação de compra e venda. Uma das estratégias fundamentais dessa concepção é o marketing de experiência.

Neste artigo, você vai conhecer um pouco mais sobre o marketing de experiência, além de alguns cases de sucesso com essa estratégia. Acompanhe!

O que é Marketing de Experiência?

É o processo de integração das estratégias de branding com a experiência do cliente, no intuito de utilizar elementos-chave, como o apelo às dores e sonhos, o storytelling, a memória afetiva, a conexão e sensação de pertencimento.

A construção de uma marca que desperte no cliente a necessidade de manter um relacionamento fiel envolve sinestesia, ou seja, associação de diferentes sentidos para transformar a experiência em um momento único.

Essa estratégia de marketing deve conter diferentes elementos que trabalham juntos para integrar a empresa ao cliente:

  • identificação de uma causa emocional que a empresa possa explorar;
  • formas de branding que gerem interesse, conforto e satisfação;
  • jornada de interação e fidelização;
  • experiências personalizadas;
  • novas oportunidades.

Partindo da subjetividade do cliente, deve ser apresentada uma face mais pessoal da empresa (suas motivações e sua história) para desenvolver um ambiente de identificação e relacionamento com o consumidor.

A exposição e definição dos propósitos não deve ser subestimada. A geração mais recente que está entrando no mercado de trabalho, a chamada “geração Y”,  está muito mais propensa ao consumo às empresas que se mostram empenhadas em valores fortes.

A partir desse contexto, o marketing de experiência se mostra uma peça chave no aumento da retenção de clientes no curto prazo e na sobrevivência dentro do mercado a longo prazo.

Quais são as vantagens do Marketing de Experiência?

A seguir, conheça em detalhes as 4 principais vantagens dessa estratégia:

1. Criar experiências marcantes

Uma das possibilidades mais exploradas nas estratégias de marketing de experiência é a criação de campanhas fora dos espaços habituais de venda, o que reforça a noção de presença de marca.

Essa ideia pode lembrar o marketing de guerrilha, estratégia em que se usa algo impactante para chamar atenção e gerar sensações fortes ao público.

Mas, diferente do marketing de guerilha, o marketing de experiência não tem o objetivo de ser chamativo demais. Na verdade, aqui, o objetivo é ser o mais natural e multilateral possível.

Essa tática também pode ser aplicada no dia a dia do negócio, tendo como exemplo o investimento em conforto e mimos dentro das lojas, aromas específicos associados à marca e a criação de uma identidade visual forte, com a possibilidade de ser explorada em embalagens diferenciadas.

2. Fidelizar o Cliente

Quanto mais contato com diferentes estratégias de branding da empresa o cliente tiver, maior são as chances da empresa se tornar a prioridade na hora da compra.

Claro que é preciso manter um padrão de qualidade entre a ação de marketing e o produto ou serviço em si, para não criar o efeito inverso, decepcionando um cliente que criou grandes expectativas.

Um exemplo de como lidar com isso são as grandes redes de varejo online que trabalharem com prazos maiores que o necessário, gerando um pós-venda positivo.

3. Gerar identificação com a marca

Quando a imagem da empresa é apresentada fora do cenário típico de atuação, o reconhecimento se reforça, gerando uma sensação de presença para além dos momentos de consumo em si.

Se a área de atuação é online, faça ações offline e vice-versa. A ideia é fazer o cliente sair ligeiramente da zona de conforto, associando a nova experiência à marca.

4. Feedback dos clientes

Métricas que alinham as expectativas do cliente com a oferta são fundamentais para o total aproveitamento do investimento em marketing de experiência.

Os eventos e campanhas se tornam uma ótima oportunidade de contato direto e sugestões. As métricas podem ajudar em campanhas de remarketing e na elaboração de uma estratégia de gifting, por exemplo.

 

Você conhece cases de sucesso do Marketing de Experiência?

A seguir, veja exemplos de empresas bem-sucedidas no uso do marketing de experiência:

1.M&M’s World

Na esquina da Times Square, temos o espaço M&M’s World, com três andares lotados com os mais de 4.000 artigos da marca. O cheiro familiar dos produtos é onipresente, bem como o colorido e o caráter lúdico criado pela empresa.

Os personagens redondos com diferentes personalidades dão a impressão de estarmos dentro de um desenho animado, além de gerar todo um novo campo de branding com brinquedos, roupas e objetos de decoração.

Dificilmente alguém sai dali menos que impressionado com a dimensão do universo dos chocolates redondos que “derretem na boca, não na sua mão”, como dizia a lendária propaganda original de Rosser Reeves.

2. Quiosque da Coca-Cola

Talvez o exemplo mais clássico de sucesso dessa abordagem emocional e humanizadora de uma marca seja a Coca-Cola.

Momentos felizes, pessoas de todas as idades brincando, uma bebida gaseificada que acompanha qualquer tipo de comida: as temáticas usadas nas campanhas da Coca-Cola valorizam a bebida a partir da demonstração das boas sensações que o consumidor tem ao consumi-la.

Um exemplo de ação voltado à experiência concreta foi o quiosque aberto na praia de Copacabana em 2011. Na campanha, uma máquina apresentava um vídeo do criador da Coca-Cola, John Pemberton, explicando a maneira perfeita de consumir o produto.

Em seguida, uma garrafa em 3°C saía da máquina. O cliente recebia, então, um copo grátis.

3. Heineken Experience

Em Amsterdã, na primeira fábrica da empresa, foi criado o Heineken Experience, um museu que conta os 130 anos de história da marca por meio de experiências que vão muito além de apresentações e degustações.

Há jogos, música, cabines de relaxamento e todo tipo de interação sensorial para criar uma experiência inesquecível com a marca como referência. Para que serve, então, o Heineken Experience?  Simples, para acrescentar experiências positivas, agradáveis e valor emocional no relacionamento com os clientes.

Perceba que o marketing de experiência não se trata de criar algo totalmente ficcional, e sim de relacionar aspectos subjetivos em uma narrativa emocional que gere afinidade e engajamento do público da sua empresa.

Está interessado em gerar resultados com marketing de experiência? Assine nossa newsletter e receba as nossas novidades diretamente do seu e-mail!

Newsletter VX Comunicação

Que tal receber algumas recomendações de conteúdo personalizadas para você?