Que tal receber algumas recomendações de conteúdo personalizadas para você?

Tecnologia

Microinfluenciadores: conheça 5 motivos para adotar essa estratégia

19 julho, 2018

Hoje em dia, a comunicação online é imprescindível para (quase) qualquer negócio — e você já sabe disso. Mas para conseguir resultados melhores, é interessante ampliar o leque na hora de divulgar a sua marca e encontrar parceiros.

Os influenciadores digitais são parte importante das estratégias atuais de marketing, afinal, eles estão em todo canto da internet, não é? Mas no meio dos famosos e webcelebridades com milhões de seguidores, há um grupo que tem ganhado muito destaque: os microinfluenciadores.

Uma figura como essa também é bastante influente nas redes sociais, mas em uma escala menor e mais focada — o que é justamente o ponto positivo aqui. Apesar de um público menor acompanhar as suas postagens, as suas taxas de engajamento são bastante altas.

Sabe aquele blog que parece que só você conhece e, mesmo assim, está lá de olho nas novidades porque gosta do autor? Ele, provavelmente, é um microinfluenciador. O mesmo vale para youtubers, instagrammers, usuários do Twitter, entre outros, que têm poucos, mas leais, fãs.

O que talvez você não saiba é que eles podem gerar excelentes retornos para a sua empresa. Quer saber como? Veja 5 bons motivos para investir neles!

Microinfluenciadores: saiba como usá-los

1. Impactar o público certo

A primeira vantagem dos microinfluenciadores é que, normalmente, eles se comunicam com nichos do mercado, ou seja, grupos de pessoas com interesses específicos. Isso é excelente para empresas que querem atingir um determinado público-alvo e, principalmente, as suas tão desejadas personas. Esses influenciadores já (meio que) fazem todo o trabalho de segmentar o público para você, livrando a sua equipe de uma tarefa a mais.

Por terem entre mil e 10 mil seguidores, eles conseguem produzir um conteúdo muito mais bem direcionado, com os quais os seus fãs podem interagir de verdade, relacionar-se e encontrar inspiração. Uma pesquisa da Experticity, inclusive, concluiu que 82% dos consumidores seguem uma recomendação feita por um microinfluenciador. Não dá para ignorar uma taxa de sucesso dessas!

O melhor de tudo é que, escolhendo os microinfluenciadores certos, os seus seguidores poderão se identificar muito mais com os produtos e serviços que você oferece. Isso amplia, significativamente, as chances de as suas ações promocionais online darem certo — e você vender mais.

2. Mais possibilidades de interação entre o público e o influencer

Uma pesquisa da Takumi, que analisou cerca de 500 mil contas do Instagram, descobriu que microinfluenciadores (de até mil seguidores) alcançam 9,7% de engajamento com a sua base de fãs. Aqueles com mais de cem mil seguidores atingiram só 1,7%. Proporcionalmente, o segundo grupo pode até ser maior, mas, para quem está de olho em um nicho, talvez seja melhor investir no primeiro.

A taxa maior de engajamento se dá, em grande parte, pela possibilidade de os microinfluenciadores interagirem mais com os seus seguidores, já que são menos pessoas. Enquanto um megainfluenciador precisa gerenciar milhões de fãs, um micro trabalha com alguns milhares, ficando mais fácil trocar mensagens, responder aos comentários e se conectar com eles de várias formas.

Agora, a coisa fica ainda melhor: se você tem um estabelecimento pequeno ou um negócio local, basta identificar um microinfluenciador do seu segmento que, de preferência, tenha boa parte de sua base de seguidores formada por pessoas da sua região.

Por exemplo, se você é dono de um restaurante, um blogueiro de gastronomia, um instagrammer foodie ou um youtuber que ensine receitas podem ser figuras ideais. Firme a parceria para promover os seus pratos e serviços por meio de imagens, posts, vídeos etc.

 

3. Custo menor

Como atingem um público mais enxuto, o preço para anunciar e promover com os microinfluenciadores também é menor — especialmente se os compararmos com os megainfluenciadores. Você não precisa gastar todo o seu orçamento de marketing nessa parceria, ou seja, é uma ótima notícia para o bolso da empresa!

Aliás, é justamente isso que os torna mais acessíveis a micros, pequenos e médios negócios. Embora tenham alcance menor, como já dissemos, eles têm engajamento real. O verdadeiro ouro para as suas estratégias de marketing.

4. Sensação de autenticidade para o público

Microinfluenciadores, normalmente, tratam de temas que dominam, que se sentem mais à vontade para falar ou de que realmente gostem. Esse tipo de comportamento dá mais autenticidade aos assuntos que eles debatem nas redes sociais. E, convenhamos, também faz com que o público tenha mais segurança e confiança naquele discurso.

As pessoas percebem esse domínio, tendendo a seguir mais as suas ideias. Quando você vê que os influenciadores realmente aplicam no dia a dia aquele hábito, produto ou serviço que estão recomendando, fica mais fácil enxergar o valor dessa dica, não é?

5. Menos competição com outras marcas

Grandes influenciadores e webcelebridades são disputadíssimos por todo tipo de marca grande no mercado. Isso significa que se você for dono de um pequeno negócio, vai competir com empresas gigantes para conseguir um mísero post, vídeo ou comentário a respeito do que você vende.

E você sabe qual será um dos principais critérios para conseguir ganhar um pouco de espaço, não é? Dinheiro, muito dinheiro. Quanto mais famoso o influencer, maior será o cachê cobrado para promover algo — como um lançamento de produto, uma inovação, uma marca etc.

Parece tentador conseguir aquele superfamoso para falar o seu nome, mas, entre vários milhões de seguidores, a pessoa certa vai realmente ouvir? Se você quer conquistar um público online fiel e engajado, especialmente entre os millennials, precisa considerar os microinfluenciadores em seu planejamento de mídias sociais.

Veja o exemplo da marca Mini, de veículos. Em uma ação lançada na Austrália, a Mini fez uma parceria com a revista Vogue para buscarem 5 microinfluenciadores da moda australiana para testarem o Mini Conversível. O propósito era criar conteúdo sobre a experiência, de forma que as pessoas selecionadas contassem para os seus seguidores o que acharam de mais legal no carro.

O Instagram foi a rede eleita para a ação. No final da campanha, os resultados foram: 14 posts, 8.319 engajamentos com o conteúdo produzido e 147.800 consumidores alcançados. Ótimos números, não acha?

Os microinfluenciadores podem não só ajudar a sua empresa a alcançar um público mais selecionado, como também reforçar na mente dos potenciais clientes que aquilo que você vende tem qualidade. Por isso, vale a pena pensar nisso para promover o seu negócio. E à medida que eles crescerem nas redes sociais, a sua empresa poderá obter resultados indiretos — e, quem sabe, a chance de estabelecer uma parceria mais duradoura?

Curtiu saber mais sobre esse perfil de influenciador? Assine a nossa newsletter e fique por dentro de várias dicas para dar um upgrade nas suas ações de marketing!

Newsletter VX Comunicação

Que tal receber algumas recomendações de conteúdo personalizadas para você?