Que tal receber algumas recomendações de conteúdo personalizadas para você?

Negócios

Crie um calendário de promoções baseado em datas comemorativas

23 agosto, 2018

Atire a primeira pedra quem não gosta de uma boa promoção! Passamos meses a espera das tão sonhadas datas em que os preços caem e as condições de pagamento tornam-se mais generosas. Para que a sua empresa aproveite todo esse potencial, é fundamental elaborar um calendário promocional.

Ele ajudará a determinar quais são os momentos perfeitos para criar promoções e como tudo deve ser planejado. Tá curioso para saber como se organizar? Acompanhe nosso post e confira as nossas dicas!

Saiba como criar um calendário de promoções

Como criar um calendário de promoções?

Não é novidade para ninguém, que o longo do ano temos inúmeras datas e celebrações que movimentam o comércio. De Janeiro a Dezembro não faltam datas que podem ser aproveitadas para o seu negócio.

É claro que todo mundo espera por promoções em grandes datas comemorativas como: Dia das Mães, dos Pais, dos Namorados, das Crianças, o Natal e muitas outras. Mas com 365 dias à sua disposição, há muito mais datas a serem exploradas quando o assunto é promoção. Mas atenção, nem todas elas podem fazer sentido para o seu nicho de atuação.

Dependendo do se seu público-alvo, datas como: Dia dos Professores, Dia do Consumidor, Férias Escolares etc. são boas oportunidades que nem sempre são aproveitadas, mas que possuem um grande potencial. Podem ser utilizadas até mesmo datas que foram importadas do calendário americano e vem sendo cada vez mais fortes no Brasil, como o Black Friday, ou até mesmo criar ações específicas para períodos de baixa demanda. Com as ações certas e criatividade, é possível aumentar o faturamento mesmo nessas épocas.

Mão na massa! É hora de pegar um calendário e pesquisar todas as datas que são interessante para o seu negócio, só assim você estará pronto para agir no tempo certo. Para te ajudar, separamos 8 dicas para você não esquecer de nenhum detalhe.

1.Planejamento

O primeiro passo é definir e analisar para quem será direcionada a campanha, ou seja, entender quem será seu público-alvo. Feito isso, é preciso pensar no conceito da ação, em como ela será divulgada e qual será sua finalidade. Por exemplo, você está organizando uma campanha promocional para vender os produtos que estão encalhados no estoque? Para chamar novos clientes? Ou para lançar uma nova coleção?

Sempre que você iniciar uma nova promoção, o objetivo deve estar bem definido. Ele será o que determinará quais tipos de estratégias você vai adotar e quais as melhores formas de colocá-las em prática.

Modificar o layout do site, desenvolver landing pages, personalizar os e-mails marketing e newsletters também são práticas que não podem ser deixadas de lado na hora de planejar. Além disso, é sempre bom avaliar se a estrutura logística dos parceiros e do próprio e-commerce está preparada para lidar com o volume de pedidos, pois de nada adianta tanto planejamento, se não estivermos com tudo preparado para absorver, não é mesmo?

Além da estrutura logística de estoque, é necessário avaliar se os servidores suportarão o aumento de tráfego de usuários e conseguirão lidar com os pedidos, bem como se os sistemas de informação possuem as funcionalidades e integrações necessárias para transmitir informações aos outros setores envolvidos de forma a agilizar o processo.

2. Seja coerente

Na hora de pensar suas promoções, nada de oferecer um chaveirinho para compras acima de R$500,00. Ninguém irá se motivar a gastar altos valores, se não tiver um um incentivo ou estímulo à altura. Portanto, na hora em que for pensar na sua estratégia busque oferecer produtos relacionados ou descontos progressivos, por exemplo: na compra de um celular, presenteie com uma capinha.

3. Estabeleça um prazo para sua ação

Uma promoção, só é promoção se tiver um prazo bem definido. Portanto, ao traçar seus planos, pense em quanto tempo ela durará de acordo com seus objetivos e estoque. Quando uma campanha começa a se estender, ela passa a perder o senso de urgência, sem contar o fato de criar a sensação em alguns usuários de que a ação foi falsa.

Para que sua empresa não perca credibilidade, fixe um prazo e cumpra-o, independente das vendas estiverem indo ou não, como você sonhou. Essa prática, contribui inclusive para a chamada “compra por impulso”, já que na próxima promoção os usuários comprarão com um certo senso de urgência, uma vez que já sabem que realmente é um curto período promocional e não um blefe da sua loja.

4. Monte sua estratégia

Defina como será a forma de divulgação a ser utilizada na sua campanha, bem como as verbas para cada um dos canais que serão utilizados. Sua campanha será feita apenas através do Marketing Offline? Ou será divulgada também através do Marketing Online?

Atualmente, os meios mais utilizados para a divulgação na internet são: Google AdWords, através das redes de pesquisas e banners na rede de display, campanhas em mídias sociais como Facebook Ads e Instagram Ads e disparos de e-mail marketing promocionais.

Nada impede de mesclar todas as técnicas ou de selecionar apenas algumas. Desde que o objetivo esteja bem definido e a campanha tenha um planejamento de execução adequado, o retorno do investimento estará a um passo de acontecer.

 

5. Escolha o tipo de promoção

Existem diversos tipos de promoções, mas você sabe o que levar em consideração na hora da escolha? O objetivo! Cada oferta é focada em um objetivo ou público diferente. Conheça agora alguns tipos de promoções e seus objetivos:

Promoção progressiva

Consiste em aumentar o desconto em cima da quantidade de produtos vendidos, por exemplo: se a pessoa comprar um produto, seu desconto será de 10% mas se escolher dois, o desconto passa a ser de 20%. Esse tipo de promoção trabalhará o aumento das vendas através de descontos progressivos.

Cupom de desconto

Tem como objetivo atrair novos clientes, já que geralmente as empresas disponibilizam cupons de desconto para que clientes indicarem amigos que ainda não conheçam o serviço ou produto. Outra alternativa a ser pensada, é criar uma parceria com sites que divulgam cupons de descontos de lojas, assim, você aumenta o tráfego no seu site e consequentemente, pode garantir novos clientes.

Descontos

Podem ser utilizadas em quase todos os casos, como: diminuição do estoque, aumento das conversões do site, lançamento de um produto ou serviço.

Descontos na compra em atacado

Há também a opção de vender produtos por atacado, ou seja, oferecer um preço especial para compradores de grandes volumes de compras. Essa modalidade pode ser menos “lucrativa”, mas, ao mesmo tempo, render mais dinheiro para a empresa.

Outro fator importante e que justifica o desconto na venda em atacado é que o comprar tende a fazer esse tipo de compras de forma periódica, já que geralmente ocorre a revenda dos produtos, o que lhe trará uma certa estabilidade — quase um rendimento fixo.

6. Valorize os clientes fiéis

Como já sabemos, manter um consumidor é muito mais barato do que conquistar novos  Que tal então criar formas de se relacionar com seus clientes? Faça com que eles se sintam exclusivos, e consequentemente, promotores da sua marca.

Soluções como programas de fidelidade baseados em volume de compras, brindes e promoções exclusivas são uma excelente forma de manter o relacionamento com quem sabe reconhecer o valor da sua marca e contribui para o seu crescimento.

7. Lembre-se sempre dos clientes antigos

Há também aqueles consumidores que se interessam por sua loja, mas não compram nela há algum tempo, seja por desconhecimento, por falta de oportunidade, ou por alguma outra razão pessoal.

Para reativar a conversa com esse público, vale a pena o envio de um e-mail oferecendo um vale-presente ou um cartão de desconto como incentivo. Isso demonstra que a loja sentiu falta dele, e que ele é um cliente importante.

Desse modo, ele tem grandes chances de retornar o quanto antes, e de até mesmo aproveitar o benefício para tomar uma decisão de compra que estava levando em consideração, mas ainda não havia se decidido.

8. Analise os resultados

Independente de qual tipo de promoção você irá ofertar, toda campanha caminha com objetivo de aumentar as vendas de produtos e consequentemente, gerar mais lucros.

Da mesma maneira como investimos tempo planejando os detalhes da campanha, devemos investir em acompanhar e analisar os resultados no pós-promoção. E é aqui que entram as métricas, indicadores que mostrarão como a sua estratégia se comportou.

É muito importante fazer um acompanhamento durante a campanha, entendendo como cada anúncio está se comportando, a fim de fazer algum ajuste a tempo, caso seja necessário. E fazer outro ao final da promoção, quando é possível ter uma visão geral da performance, e assim, reunir as boas práticas que deverão ser seguidas nos próximos planejamentos e os ajustes que deverão ser feitos.

Os números não mentem. Muito além do que apontar como cada etapa da campanha se comportou, eles contribuirão para a otimização da sua verba. Isso garante que o valor investido seja aproveitado ao máximo, sempre com o foco na conversão final.

Para finalizarmos, é importante salientar que desenvolver campanhas nas datas comemorativas passou a ser um pré-requisito, pois boa parte das empresas já se utilizam dessa técnica.

Hipoteticamente, imagine, em pleno dia das mães, você acessar uma loja virtual e não encontrar absolutamente nenhum vestígio sobre a data, seja um selo, um banner ou um e-mail marketing com ofertas específicas. Seria bastante estranho, não?

Com essas dicas, montar um calendário promocional será mais fácil e oferecerá grandes chances de sucesso! Que tal começar a planejar o seu agora?!

Newsletter VX Comunicação

Que tal receber algumas recomendações de conteúdo personalizadas para você?