Que tal receber algumas recomendações de conteúdo personalizadas para você?

Qual seu interesse por marketing?

Marketing

Como criar um blog para a minha marca?

17 janeiro, 2020

Criar um blog tem sido uma das estratégias mais recorrentes das empresas no digital. O blog permite uma boa visibilidade para as marcas e pode garantir bom ranqueamento no Google com as estratégias corretas.

No entanto, criar um blog não é tão simples e exige uma série de cuidados, além de monitoramento constante.

Quer saber mais para criar um blog para a sua marca? Continue acompanhando este post e saiba mais!

Primeiros passos

Quando falamos em criar um blog para uma marca, é preciso pensarmos cuidadosamente em cada um dos passos necessários para que ele seja realmente útil para os consumidores daquela marca.

Além disso, é preciso escolher uma plataforma de navegação fácil e que seja voltada para o bom desenvolvimento do seu blog. Por aqui, normalmente recomendamos o uso do WordPress, que se foca em desenvolver uma boa experiência para os usuários.

A seguir, separamos os primeiros passos que você precisa considerar antes de tirar seu blog do rascunho.

Escolher um objetivo

O primeiro passo, e também o mais importante, é definir qual será o objetivo ao criar o blog da sua marca. Alguns exemplos são:

  • ter mais visibilidade no mercado;
  • aumentar vendas;
  • adquirir novos clientes, etc.

Com este objetivo definido, é hora de escolher o temas que serão desenvolvidos no seu blog. Para isso, é interessante que os tópicos abordados estejam relacionados aos produtos e serviços da sua marca, deixando claro para o usuário o que sua marca faz.

Planejar o conteúdo

Com um objetivo em mente, é hora de planejar o conteúdo do seu blog para garantir tráfego e visitas orgânicas.

O tema dos primeiros posts podem começar com conteúdos topo de funil, por exemplo, que levem mais usuários a conhecerem seus produtos e serviços. Planeje também a frequência de postagens para que os usuários sempre saibam que receberão conteúdos renovados.

Além disso, é preciso garantir que todo o conteúdo seja desenvolvido seguindo as últimas técnicas de SEO para que seu blog alcance as primeiras posições no Google.

Escolher um nome

Já pensou em optar por um nome especial para o seu blog? Algumas empresas escolhem associá-lo diretamente a marca, sem criar um nome específico para ele, enquanto outras escolhem um nome que esteja relacionado ao universo da marca e ao conteúdo postado.

Um bom exemplo do primeiro caso é o Nubank, que conta com um blog que indica que está relacionado a empresa já no domínio e no nome “Fala, Nubank”.

No segundo caso, temos bons exemplos especialmente no setor da beleza como o blog Beleza Extraordinária, da L’Oréal Elséve, que optou por um nome relacionado a conceitos da marca.

Seja como for, é importante que o leitor consiga relacionar os conteúdos a sua marca, reforçando a presença da mesma na mente do consumidor.

Escolha e registro do domínio

Antes de registrar o domínio desejado para a sua marca, é preciso avaliar alguns fatores: este domínio está disponível? O domínio pensado é compatível com os valores da sua marca?

Para isso, faça uma busca online com as palavras-chave relacionadas ao domínio desejado. Os resultados e sugestões relacionadas são pertinentes para o seu negócio? Se a resposta for não, pode ser que seu blog venha a receber muito tráfego de pessoas que nunca se tornarão clientes.

Outro ponto a se considerar é se o domínio é curto e breve. Escolher domínios longos certamente te garantirão a disponibilidade do mesmo, mas URLs muito longas normalmente não são amigáveis para os usuários.

Lembre-se de evitar caracteres especiais e palavras que possam confundir o usuário e impedi-lo de chegar ao seu site corretamente.

Escolha onde irá hospedar

Na hora de hospedar seu site, é importante não buscar somente bons preços, mas também um suporte disponível e qualidade no serviço. Já pensou seu blog fora do ar no momento de uma promoção incrível e seus clientes reclamando nas redes sociais?

Além de ser péssimo para a sua marca frente ao público, pode significar a perda de muito lucro para o seu negócio.

Por isso, pesquise e analise as empresas e planos de hospedagem disponíveis. Certifique-se de contratar um plano que seja suficiente para o seu negócio e para o tráfego esperado para o blog.

Cuidados com o layout

Agora é hora de pensar em como seu blog ficará na prática! Além de uma aparência amigável, é preciso pensar em todas as formas como os usuários acessarão seu blog, garantindo sempre a melhor experiência.

Para isso, separamos algumas das principais dicas ao desenvolver o layout do seu blog!

Ser responsivo

Você sabia que os dispositivos móveis já são o principal meio de acesso à internet do brasileiro?

Criar um blog que tenha um layout responsivo, isto é, que se adapte a diversos formatos de tela como computadores, tablets e celulares, é fundamental para atrair usuários e garantir a permanência e volta deles.

Além disso, o próprio Google, em suas páginas de busca, dá preferência para os sites que apresentam um layout responsivo para assegurar que os usuários tenham a melhor experiência online.

Ser de fácil navegação

Além de um layout responsivo, é preciso criar um blog que seja intuitivo e de fácil navegação. Afinal de contas, você quer que o usuário passe bastante tempo navegando e, de preferência, visitando outros posts, não é?

Para isso, priorize um layout limpo e direto, que seja bastante claro e que não dê margem de dúvida para os usuários.

Ter assinatura para newsletter

Seu layout já considera um espaço para o formulário de assinatura de newsletter? Este formulário é fundamental na hora de criar seu blog para que os usuários possam se tornar assinantes.

E por que captar assinantes? Porque esses Leads podem passar a receber e-mails relacionados ao seu negócio e, eventualmente, vir a se tornar clientes da sua marca.

Plugins e ferramentas importantes

É claro, o conteúdo e o layout são o centro do seu blog. No entanto, algumas ferramentas e plugins são fundamentais para otimizar não só a criação de conteúdo como também a implementação de SEO e a facilidade de ranqueamento no Google.

A seguir, explicamos alguns deles para você selecionar aqueles que são melhores para o seu blog.

Yoast!

Se você desenvolveu seu blog na plataforma WordPress, recomendamos fortemente que você utilize o plugin Yoast!

Este plugin analisa fatores importantes do SEO dos seus posts como títulos e frequência da palavra-chave, facilitando para que você otimize todo o seu conteúdo para bons posicionamentos no Google.

Disqus

Muitos blogs utilizam este serviço online para facilitar a interação de leitores com seus posts. Ele permite que os usuários façam comentários nos posts e que os administradores de um blog possam respondê-los apropriadamente, utilizando o perfil do blog.

Além disso, ele permite que se exclua comentários ou filtra aqueles considerados spam, impedindo que links maliciosos permaneçam no seu blog.

reCAPTCHA

O reCAPTCHA é um sistema feito para garantir que somente humanos de verdade consigam preencher formulários no seu blog, impedindo que bots e outros softwares maliciosos ataquem.

Em resumo, ele vai apresentar um “teste” de fácil resolução para humanos (como identificar números, letras ou imagens) que são difíceis para bots. É uma proteção extra para seu blog, impedindo spams e mensagens indesejadas.

Monitoramento de resultados

Com seu blog completamente montado e funcional, é hora de monitorar resultados!

Através do monitoramento, é possível avaliar o que está dando resultados, o que os usuários mais buscam e como continuar oferecendo conteúdo de qualidade para eles.

O monitoramento do seu blog também ajuda você a se adequar ainda mais às suas buyer personas ao permitir a avaliação dos perfis de usuários que convertem em assinatura de newsletter e materiais disponibilizados.

Quer colocar todas as nossas dicas em prática com a ajuda de um profissional? Fale com um especialista da VX!

Newsletter VX Comunicação

Que tal receber algumas recomendações de conteúdo personalizadas para você?

Qual seu interesse por marketing?